Instituto Müller Granzotto - Psicologia Clínica Gestaltica
versão português
versão espanhol
O Instituto

Gestalt-Terapia

Especialização em GT
Cursos

Clínica

Grupos

Organizaes e Trabalho

Eventos

Agenda

Notícias

Produção Cultural
Produção Científica

Acesso à extranet






   

Apresentação

O INSTITUTO MÜLLER-GRANZOTTO de PSICOLOGIA CLÍNICA GESTÁLTICA (IMG) tem duas orientações fundamentais. Por um lado, ele é um Centro de Difusão Cultural em Artes Integradas. Por outro, trata-se de um Centro de Psicologia Clínica e de Gestalt-terapia.


A vertente cultural

Em sua vertente cultural, o IMG dedica-se a promover projetos culturais voltados a inclusão dos sujeitos nas diferentes possibilidades de socialização abertas pelas Artes Integradas (Cinema, Cênicas, Literatura, Música e Artes Plásticas). Desde o início de 2008, sob a direção de Rosane Lorena Granzotto, o Instituto Müller-Granzotto de Psicologia Clínica Gestáltica desenvolve uma atividade gratuita intitulada “Cultura Gestalt”, a qual consagra a vocação desta instituição como uma empresa fomentadora de cultura. Consiste tal atividade em uma série de oficinas abertas ao público, ministradas por artistas dos mais diferentes ofícios, que propõem trabalhos práticos e reflexões que articulam o nome “Gestalt” às diferentes produções culturais da atualidade.

Gestalt” é uma palavra alemã que significa o modo espontâneo como os fenômenos formam entre si um todo que, de maneira não consciente, orienta nosso comportamento. A presença destes todos (ou Gestalten) é particularmente visível nas diferentes formas de produção artística. Muitas vezes equivalente ao “estilo” ou à “unidade” interna de uma obra de arte, as Gestalten  designam a própria passividade dos artistas em relação a isto que, entre eles, os instrumentos, a matéria prima e o público, exprime-se como significação artística. Razão pela qual, no âmbito deste projeto, foram convidados vários profissionais para fazer e mostrar as Gestalten inerentes à fotografia, à dança, à música, ao teatro, à poesia, para citar alguns trabalhos.


A vertente clínica       

O nome Gestalt também foi utilizado pela Filosofia e pela Ciência Psicológica para designar totalidades afetivas presentes nas ações e nos discursos humanos. E o trabalho de acolhimento e análise dessas totalidades afetivas (Gestalten) denomina-se Gestalt-terapia. Ora, em sua vertente clinica, o IMG dedica-se a praticar e a ensinar a Gestalt-terapia enquanto uma prática psicossocial. Por meio de atividades de atendimento clínico individual e grupal, formação profissional, pesquisa e expressão cultural, procura levar à comunidade local e internacional o resultado da integração entre os significantes “clínica” e “Gestalt”, os quais regem o trabalho dos profissionais associados, alunos e colaboradores em torno das práticas e das pesquisas de Marcos e Rosane Müller-Granzotto.

Por “clínica” entendem o ofício de provocar, a partir da analítica da forma como cada sujeito se vincula afetivamente ao semelhante nos diferentes contextos sociais, os ajustamentos criadores necessários à ampliação da autonomia de cada qual e dos diferentes grupos. Por “Gestalt” entendem a forma como cada sujeito procura repetir e recriar os hábitos que constituem sua sociabilidade afetiva.

De onde se depreende uma série de projetos, os quais constituem as diferentes “clínicas gestálticas” praticadas no Instituto Müller-Granzotto. Elas incluem a clínica do sofrimento ético-político (atendimento às vítimas de acidentes, luto, surtos psicóticos, crises neuróticas e discriminação sócio-política), das neuroses, das psicoses, das perversões e da banalidade, bem como atividades de integração da Gestalt-terapia aos diferentes discursos em torno da Psicologia Clínica, Psicanálise, Literatura, Cinema, Artes Plásticas, Música, Dança e Filosofia.

Trata-se de um espaço aberto àqueles que procuram compreender a “forma” (Gestalt) como fazem contato consigo, com o mundo e com os semelhantes; e também destinado àqueles que querem fazer, da analítica da forma, um modo de inserção profissional no mundo das relações humanas, especialmente clínicas.


Fundação

            Criado em janeiro de 2008 para atender a demanda por acompanhamento clínico psicológico em suas diversas modalidades (adulto, infanto-juvenil, casal, familiar e grupal) e para formar especialistas em Psicologia Clínica de orientação gestáltica, o IMG leva o nome dos seus fundadores, MARCOS JOSÉ MÜLLER-GRANZOTTO e ROSANE LORENA MÜLLER-GRANZOTTO, os quais emprestam, à tradição clínica e às reflexões teóricas da Gestalt-terapia fundada por Fritz Perls, Laura Perls e Paul Goodman, a disponibilidade para dialogar com outros saberes e a capacidade para incluir, em suas atividades e projetos, uma ampla comunidade de profissionais, colaboradores e alunos. Por conta da formação e interesses culturais de seus fundadores, o IMG paulatinamente foi se consolidando como um Centro também Cultural.


Precursores

Rosane Lorena Müller-Granzotto é egressa da primeira turma de gestalt-terapeutas formados no sul do Brasil, em 1985, pelos gestalt-terapeutas paulistas Thérese Tellegen (in memorian), Jean Clark Juliano, Abel Guedes e Lilian Frazão, tendo feito sua formação complementar com o casal Miriam e Erving Polster nos Estados Unidos (1997/1999). Sua história coincide com a história desta abordagem no Estado de Santa Catarina sendo co-fundadora das principais instituições de Gestalt-terapia sediadas em Florianópolis, com especial destaque para os Institutos “Configuração” e “Gestalten”, dos quais foi diretora. Por meio deles, Rosane formou mais de uma centena de gestalt-terapeutas, tendo ela credenciado junto ao Conselho Federal de Psicologia o primeiro curso de Especialização em Gestalt-terapia do Brasil. Rosane também é artista plástica, pintora, tendo desenvolvido sua técnica inicialmente com o pintor uruguaio Ely Albernaz, atualmente em nova trajetória acompanhada pela artista plástica Meg Tomio Roussenq. Em sua passagem pelo Programa de Pós-Graduação em Filosofia da UFSC, orientada pelo filósofo e esteta Marcos José Müller-Granzotto , também psicólogo e gestalt-terapeuta, Rosane estabeleceu uma releitura fenomenológica dos textos de fundação da abordagem; releitura essa que tem contribuído enormemente para a consolidação e para a ampliação das práticas e das reflexões da Gestalt-terapia no campo da clínica psicológica. Ademais, pode compreender as múltiplas possibilidades de integração entre os significantes Gestalt e Cultura. Razão pela qual, a partir de 2008, criou o Projeto Cultura Gestalt, antes mencionado.


Estrutura/Organização

O IMG é uma instituição privada, inscrita no Conselho Regional de Psicologia como Pessoa Jurídica (PJ-12/0116) e habilitada às atividades de Clínica Psicológica e Ensino. Em seu contrato social, vige também a natureza cultural da instituição, razão pela qual procura sempre promover eventos de difusão cultural balizados pelo respeito à diversidade e à democratização do acesso às informações.

Além dos sócios, agrega trinta profissionais psicólogos autônomos, devidamente registrados junto à Prefeitura Muncipal de Florianópolis (SC), com quem tem contrato de comodato (empréstimo sem contrapartida financeira), cujo objeto é o direito de uso das dependências e da logomarca da empresa. O IMG não tem participação no ganho econômico dos seus associados. Esses mesmos profissionais, ademais, são esporadicamente contratados para prestarem serviços junto aos projetos patrocinados pelo IMG.

O IMG também inclui a participação voluntária de artistas plásticos, cineastas, arte educadores, atores, músicos e literatos, além dos alunos e ex-alunos que recebem consulentes encaminhados a partir do projeto CLÍNICA ESCOLA. Os consulentes atendidos nas clínicas particulares dos alunos e ex-alunos, após passarem por uma avaliação sócio-econômica, pagam diretamente aos profissionais os valores aos quais estão aptos.

A missão do IMG é abrir frentes de trabalho e discussão que possam difundir e aprofundar as práticas e as pesquisas em torno da relação entre a Psicologia Clínica, a Gestalt-terapia e as Artes Integradas.


Eventos em Difusão Cultural

Publicações

O IMG dedica especial atenção a divulgação de suas produções presentes na forma de artigos científicos em inúmeros períodos de Psicologia Clínica e Gestalt-terapia no Brasil e Exterior.

O casal Müller-Granzotto, em especial, publicou artigos nos periódicos internacionais Cahiers du Gestalt-therapie (Bordeaux, França), Revista de La Associación Española de Terapia Gestalt (Madrid) e nos Anais dos Congressos Internacionais de Córdoba (Argentina) e Madrid (Espanha). Além do livro “Fenomenologia e Gestalt-terapia” (Summus, 2007; Cuatro Vientos, 2009), o casal Müller-Granzotto prepara uma segunda obra destinada a discutir o sentido ético das diferentes clínicas gestálticas e cujo título será “As clínicas gestálticas”.

Projetos voltados à difusão clínica e cultural à comunidade em geral

Jornal Emcontato - O IMG também edita um jornal eletrônico (EMCONTATO), destinado a artigos não-científicos e produções poético-literárias com o objetivo de esclarecer o público em geral sobre as atividades, políticas e projetos do IMG.

Cultura Gestalt - Não obstante ficar cunhado pelo emprego psicológico estabelecido pela Gestalttheorie, o termo 'gestalt' é um significante muito mais amplo, presente em múltiplos discursos e práticas. Trazido à tona por Franz Brentano para significar o todo espontâneo que, de maneira não consciente, orienta nosso comportamento, o termo 'gestalt' recebeu múltiplos tratamentos: na tradição fenomenológica e nas escolas psicológicas nela inspiradas, na tradição psicanalítica, nas diversas poéticas contemporâneas e na experiência clínica. O objetivo do projeto Cultura Gestalt é resgatar a articulação existente entre o emprego clínico e o emprego cultural do termo Gestalt. Trata-se de mostrar como, a partir das Artes Integradas (Cinema, Cênicas, Poesia e Literatura, Artes Plásticas e Música), especificamente daquilo que neles exprime-se como Gestalt, é possível o exercício de uma clinica psicossocial, cuja meta é a inclusão cultural dos sujeitos. Em suas diversas edições, o projeto já realizou cinco oficinas:

Teatro e Gestalt – com Diogo Boccardi (2 edições)
D
ança e Gestalt – com a coreógrafa e educadora Ida Mara Freire
M
úsica e Gestalt  - com o pianista, compositor e regente Alberto Heller (2  edições)

Gestalt em Ato – Atividade aberta em que os Artistas e os Clínicos do INSTITUTO MÜLLER-GRANZOTTO apresentam e discutem temas vinculados à Gestalt-terapia e às Artes Integradas.

Cine Clube – Encontros mensais para projeção de filmes fora do circuito e cuja arte seja capaz de mobilizar impressões e idéias que contribuam no reconhecimento de formas (gestalten) como cada qual faz contato com os outros e com o mundo.

Projeto “Os Buscadores” – Trata-se de um trabalho em equipe multiprofissional voltado ao estudo e desenvolvimento de estratégias clínicas e políticas para o atendimento de pessoas diagnosticadas como psicóticas, bem como para a orientação dos familiares. O projeto é um braço da clínica escola e oferece oportunidade de supervisão aos alunos e colaboradores que nela estejam atendendo psicóticos.


Eventos em Psicologia Clínica

                  A partir da trajetória de mais 25 anos de prática, ensino e pesquisa em Gestalt-terapia e Fenomenologia estabelecida por Rosane, com a colaboração da equipe de profissionais associados (hoje em torno de 30) e dos profissionais e estudantes que nele fizeram ou fazem formação e especialização em Gestalt-terapia, o INSTITUTO MÜLLER-GRANZOTTO DE PSICOLOGIA CLÍNICA GESTÁLTICA consolidou uma série de eventos, os quais, hoje, constituem agenda obrigatória para aqueles que desejam conhecer e aprofundar seus conhecimentos em clínica gestáltica.

Em primeiro lugar, vale destacar os “Seminários Clínicos de Fenomenologia e Gestalt”, realizados em vários estados brasileiros e no exterior e destinados ao aprofundamento dos saberes e práticas em Gestalt-terapia. Além de Marcos e Rosane, foram convidados como ministrantes importantes personalidades da Gestalt-terapia mundial, dentre eles, Jean-Marie Robine (França) e Jean-Marie Delacroix (França).

Como decorrência do êxito dos “Seminários Clínicos de Fenomenologia e Gestalt”, Marcos e Rosane publicaram a obra “Fenomenologia e Gestalt-terapia” (Summus, 2007), traduzida ao espanhol em 2009 (Cuatro Vientos, 2009), hoje considerada um clássico da literatura gestáltica internacional, motivo pelo qual os autores são constantemente convidados a ministrar cursos no exterior, especialmente nos países de língua espanhola.

O trabalho de difusão desta nova maneira de compreender e praticar a Gestalt-terapia agregou inúmeros colaboradores também no Brasil, especialmente nos Centros de Gestalt-terapia do Pará (CCGT), Ceará (Diálogos, IGC), Pernambuco (Mutuar), Brasília (CEGEST), Mato Grosso do Sul (Gestalten), Rio de Janeiro (Dialógico, IGT, Centro de Gestalt Sandra Salomão), Rio Grande do Sul (Grupo de Caxias do Sul) e Santa Catarina (Espaço Vital).

Em Santa Catarina, o INSTITUTO MÜLLER-GRANZOTTO criou um importante espaço para reunir os colaboradores e praticantes desta nova Gestalt-terapia, o qual se chama GTCATARINA – Encontro Catarinense de Gestalt-terapia. A primeira edição do encontro aconteceu em 2008, tendo como tema central “O sentido ético da clínica gestáltica”. Em 2009, em sua segunda edição, mais de uma centena de praticantes e interessados vieram construir e participar das discussões em torno do tema “As clínicas gestálticas: neurose, psicose e sofrimento ético-político”. Em 2010, o 3º GTCATARINA consolidou-se como o mais importante encontro de Gestalt-terapia do sul do Brasil. Ele dedicou-se a repensar um dos mais representativos conceitos da clínica gestáltica, a saber, “contato”, agora em sua interface com as transformações nos modos de socialização dos tempos modernos. De onde se deprendeu o título: “Contato em questão: intimidade e virtualidade”. Em todas as suas edições, o GTCATARINA contou com o apoio do Conselho Regional de Psicologia, tendo oportunizado a apresentação de mais de 60 trabalhos.


Escola e Atividades de Formação

Dentre as atividades mais importantes do INSTITUTO MÜLLER-GRANZOTTO encontram-se àquelas destinadas à formação de gestalt-terapeutas e capacitação na abordagem gestáltica. Destaque para o CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTALT-TERAPIA, que valeu ao INSTITUTO MÜLLER-GRANZOTTO o credenciamento junto ao Conselho Federal de Psicologia como NÚCLEO FORMADOR DE ESPECIALISTAS EM PSICOLOGIA CLÍNICA.

a)     Especialização em Gestalt-terapia

Como continuidade de uma trajetória iniciada por Rosane Müller-Granzotto em1989, o curso de Especialização em Gestalt-terapia já formou mais de uma centena de gestalt-terapeutas. Em sua nova configuração, sob a chancela do INSTITUTO MÜLLER-GRANZOTTO, o curso mereceu muitos aperfeiçoamentos, como por exemplo:

- o ensino e a prática das diferentes clínicas gestálticas (psicose, neurose, sofrimento ético-político, banalidade e anti-social),

- o estudo dos diferentes campos de aplicação destas clínicas gestálticas (individual, grupos, com crianças, com as famílias, nas organizações, no sistema SUS e nos serviços substitutivos),

- a modernização das tecnologias de supervisão e intervenção terapêutica em contexto grupal,

- a formatação da seqüência de conteúdos e da carga horária em benefício do processo terapêutico realizado em grupo no contexto de cada turma,

- a informatização do acesso dos alunos aos protocolos que constituem a rotina da escola e da vida acadêmica,

- vinculação do curso ao Projeto Clínica Escola, o qual oferece à comunidade serviços de psicoterapia subsidiados (conforme a avaliação sócio-econômica dos beneficiados).

O curso tem duração de três anos, com ingresso anual em turmas de 15 a 25 alunos. Após entrega do Trabalho de Conclusão, o aluno psicólogo tem direito de pleitear, junto ao Conselho Regional de Psicologia, o registro do Título de Especialista em Psicologia Clínica em sua carteira profissional. 

b)     Formação Básica em Gestalt-terapia

Já em sua oitava turma em Florianópolis, o Curso de Formação Básica em Gestalt-terapia foi o primeiro nesta formatação no Brasil. Com duração de um ano, procura transmitir, a partir de vivências terapêuticas em grupo, os conhecimentos elementares da prática clínica gestáltica a estudantes de graduação. Não se trata de um curso de introdução, mas de um espaço para vivência, prática e supervisão da clínica gestáltica destinado a futuros psicoterapeutas. 

c)     Cursos de capacitação na abordagem gestáltica

Os cursos de capacitação na abordagem gestáltica são destinados aos profissionais que desejam habilitar-se na leitura gestáltica de diferentes fenômenos ligados à saúde pública. Especial destaque para:

- curso de formação de Acompanhantes Terapêuticos (de pessoas que fazem ajustamentos psicóticos, ou viveram episódios de surto ou que, ainda, foram vítimas dos processos de internação manicomial) na abordagem gestáltica;

- curso de capacitação em Intervenção gestáltica no sofrimento ético-político (causado por acidentes, perdas, lutos, convalescências e exclusão sócio-econômica ou política). 

Clínica Escola

  A Clínica Escola do IMG tem como objetivo, por um lado, estender à comunidade de baixa renda a possibilidade de atendimento clínico em psicologia na abordagem gestáltica; e, por outro, investigar e desenvolver estratégias de ampliação dos modos de intervenção no sofrimento ético-político. 

 

Direção e Responsabilidade Técnica

ROSANE LORENA MÜLLER-GRANZOTTO – CRP 12-00039


Alameda Governador Heriberto Hülse, 98 - Centro - CEP 88.015-170 - Florianópolis - SC - Fone/fax: (48) 3322 2122
login